• Somos um movimento suprapartidário de cidadãs e cidadãos da cidade de São Paulo, com atuação em múltiplas causas sociais, econômicas, políticas e ambientais, que busca ajudar a eleger ativistas para a Câmara de Vereadores nas eleições de 2016.

     

    Visamos oxigenar a política institucional e promover os princípios e práticas que defendemos, por meio de um formato colaborativo e pedagógico de campanha que fuja dos vícios da política tradicional.

  • CANDIDATXS

    Ativistas candidatxs a vereador em SP que compõem a Bancada Ativista

    50010 (PSOL)

    Professora do Ensino Municipal de São Paulo e militante de grupos do movimento negro, foca na promoção da história e cultura afro-brasileira, na luta pelos direitos das mulheres, e no fim do extermínio da juventude negra.


    “Não dá para ficar parada com jovens negros sendo exterminados."

     

    No Facebook

    50075 (PSOL)

    Militante do movimento negro e de coletivos de educação popular, com atuação em defesa dos direitos humanos e demandas periféricas. Tem como foco os temas de educação, enfrentamento ao racismo e à violência do Estado, promoção da diversidade, e combate às opressões.

     

    "Amo minha raça, luto pela cor, o que quer que eu faça é por nós, por amor" - Racionais

     

    No Facebook

    50000 (PSOL)

    Feminista e integrante de movimentos anticapitalistas, tem foco nas pautas dos direitos das mulheres, antiproibicionismo, participação política democrática, e direito à cidade com atenção especial a transporte e moradia.


    “Todo mundo faz política em seu dia a dia, e por isso devemos ocupar todos os espaços políticos com propostas para uma sociedade menos desigual e opressora”

     

    No Facebook

    18111 (REDE)

    Produtor cultural e ativista do movimento negro, traz seu histórico como produtor de eventos como a Mobilização Mundial pelo Clima, o Carnaval de Rua e a Virada Cultural, e também o lastro acadêmico de cientista político, para uma candidatura focada na questão racial, no direito à cidade e em políticas para a produção cultural.


    “Frente à sub-representação da população negra na maior parte dos espaços de poder, resolvi me mexer, pois estamos excluídos da política como ela é feita hoje”

     

    No Facebook

    18000 (REDE)

    Administradora pública comprometida com direitos humanos e com o combate a todas as formas de discriminação, tem foco no empoderamento feminino através da política como forma de construir uma democracia mais participativa, na inclusão de pessoas com deficiência, e na promoção de práticas sustentáveis.


    “Quero ser vereadora porque acredito na política genuína como o principal processo de transformação da sociedade, e na representatividade da sociedade que pede mais mulheres na política”

     

    No Facebook

    18007 (REDE - CANDIDATO INDEPENDENTE)

    Com sua trajetória no hackativismo e em grupos que lutam por transparência, é o primeiro candidato independente do Brasil e tem como pautas a reforma política, a educação política, e ampliação e melhoria dos espaços para participação cidadã.


    “Quero ser vereador porque certas partes do sistema político só podem ser transformadas a partir de dentro”

     

    No Facebook

    Site Política Hacker

    50180 (PSOL)

    Feminista com histórico em movimentos pelos direitos humanos e das mulheres, e experiente na construção de pontes entre movimentos sociais de diversas causas. Pretende fazer um mandato com foco na defesa de direitos das mulheres e da juventude, com a perspectiva de construir uma democracia real, a partir do exemplo das mobilizações que agitam a cidade.


    “É preciso refundar a política a partir da força e do exemplo da Primavera das Mulheres”

     

    No Facebook

    50505 (PSOL)

    Ativista LGBT que também atua em múltiplas outras pautas, foca sua candidatura nos temas de direitos humanos, cultura e meio ambiente, com atenção especial à perspectiva da juventude.


    “O sistema político precisa ser oxigenado, e o território da cidade de São Paulo é importante demais para ficar sem posições de resistência em seu legislativo municipal”

     

    No Facebook

  • PRINCÍPIOS E PRÁTICAS

    Princípios

    Os princípios defendidos pela Bancada Ativista

     

    Nós somos irredutíveis em relação à garantia e promoção dos direitos humanos, incluindo os direitos econômicos, sociais e culturais e os direitos civis e políticos.

     

    Nós acreditamos em uma cidade coletiva, humana, diversa, com os espaços públicos como protagonistas.

     

    Nós acreditamos que o combate às desigualdades sociais e econômicas deve orientar as políticas públicas nas cidades.

     

    Nós acreditamos na abertura, na transparência e na participação como mecanismos de transformação política e forma de enfrentamento à corrupção.

     

    Nós não toleramos práticas discriminatórias de nenhuma natureza.

     

    Nós acreditamos que não existe desenvolvimento sem a conservação e regeneração do meio ambiente.

     

    Nós acreditamos na defesa incondicional do Estado Democrático de Direito e do Estado Laico.

    Práticas

    As práticas promovidas pela
    Bancada Ativista em campanhas eleitorais

     

    Transparência

     

    Participação Cidadã

     

    Pedagogia

     

    Autonomia

     

    Diversidade

     

    (Mais detalhes sobre as práticas disponíveis aqui)

     

     

     

     

     

  • NA IMPRENSA

  • O MOVIMENTO

    As pessoas que compõem o movimento cívico criador da Bancada Ativista

    Ana Carolina Evangelista

    #GestãoLocal

    #InovaçãoPolítica

    #Feminismos

    Adriana Charoux

    #Participação

    #Resistência

    #MudançasClimáticas

    Amanda Rahra

    #Juventude
    #EscolaDeJornalismo
    #OlharaInfância

     

    André Biazoti

    #HortasUrbanas

    #Agroecologia

    #PolíticasPúblicas

     

    Ariel Kogan

    #VotoLegal

    #OpenKnowledge

    #AppCivico

    Beatriz Pedreira

    #Update

    #SonhoBrasileiroDaPolítica

    #InovaçãoPolítica

    Caio Tendolini

    #Update
    #Vilynda
    #InovaçãoPolítica

    Carla Mayumi

    #SonhoBrasileiroDaPolítica

    #EducaçãoCívica

    #ViradaPolítica

    Carol Ferrés

    #PolíticaParaTodos

    #RioPinheiros

    #SaneamentoBásico

    Daniela Teixeira

    #PimpadoradeCausas

    #Coletividade

    #CulturaLivreEAcessível

    Diego Reeberg

    #Crowdfunding
    #CulturaLivre
    #EconomiaCriativa

    Georgia Nicolau

    #PolíticaParaTodos

    #CulturaLivre

    #Feminismos

    Frederico Reichel

    #Visão
    #Ação
    #Transformação

    Guilherme Turri

    #CompostaSaoPaulo

    #RecursosNaturais

    #OcupaConselho

    Iara Crepaldi

    #Igualdade

    #Participação

    #Liberdade

    Jo Pereira

    #EducacaoInclusãoeCultura
    #NegritudeEmRiste
    #CorpoCidadeEmMovimento

    João Ramirez

    #Educação
    #Midiativismo
    #OcupaTudo

    Júlia Carvalho

    #JogosPolíticos

    #FastFoodDaPolítica

    #OcupaConselho

    Jonaya de Castro

    #CulturadeRede
    #EconomiaCriativa
    #CulturaHacker

    Laura Sobral

    #ACidadePrecisaDeVocê
    #DireitoÀCidade
    #CulturaNasPraças

    Luana Lobo

    #ComunicaçãoCompartilhada

    #Midiativismo

    #Videocamp

    Mariana Belmont

    #Parelheiros

    #Imargem

    #ÁreasProtegidas

    Mariana Brasil

    #PrimaveraFeminista
    #LiberdadeDeCrença
    #OcupaTudo

    Milena Fransceschinelli

    #OcupeOsConselhosMuncipais

    #OcupeAPolítica

    #ParticipaçãoSocial

    Nayara Mendl

    #CinemaPeriférico

    #OPreço

    #Grajauex

    Paula Kaufmann

    #PrimaveraFeminista

    #DireitosHumanos

    #OcuparAPolítica

    Paulo Nucci

    #Vídeorealizador

    #ProdutorCinema

    #CulturaÉInclusão

    Pedro Andrade

    #Transparência
    #Participação
    #Diversidade

    Pedro Hartung

    #Infância

    #Advocacy

    #DireitosHumanos

    Pedro Kelson

    #CulturaPolítica
    #ÉticaeConvivência
    #ViradaPolítica

    Pedro Telles

    #MudançasClimáticas

    #Equidade

    #ParticipaçãoPolítica

    Raquel Rosenberg

    #Engajamundo

    #Juventude

    #Clima

    Ricardo Borges Martins

    #Advocacy
    #ViradaPolítica
    #CulturaDeDoação

    Tony Marlon

    #Educomunicação
    #CampoLimpo
    #TerritórioEducador

  • DIVULGUE

    Ajude a espalhar a mensagem da Bancada Ativista

  • FAÇA PARTE

    Preencha o formulário para sabermos como você pode somar no movimento da Bancada Ativista

  • PERGUNTAS E RESPOSTAS

    As dúvidas mais comuns respondidas pelo movimento cívico criador da Bancada Ativista

    Como escolhemos quem apoiar?

    Escolhemos coletivamente candidaturas alinhadas aos nossos princípios e práticas, que têm a nossa confiança por seu histórico de atuação na sociedade civil e na vida política, e que apresentam real potencial de oxigenar o cenário político da cidade. Buscamos garantir diversidade de pautas, partidos e territórios, e focamos em candidatas e candidatos que nunca tiveram mandato. O movimento é suprapartidário - ou seja, não está vinculado a nenhum partido.

    Como apoiamos as candidaturas?

    1. Atraindo eleitorado conectado aos nossos princípios e práticas

    2. Mobilizando talentos, tempo e outros recursos que contribuam nas pré-campanhas

    3. Promovendo o intercâmbio de experiências entre candidatas e candidatos apoiados, gerando fluxo de inteligência

    4. Dando suporte emocional, humano e amigo nessa jornada

    Como as atividades são viabilizadas?

    Por enquanto, nossas atividades são viabilizadas apenas com recursos (e principalmente força de trabalho) das pessoas envolvidas.

    Por que apenas candidaturas da Rede e do PSOL?​

    O fato de só apoiarmos candidaturas da Rede e do PSOL é um resultado da atual conjuntura política, e não uma diretriz do movimento cívico criador da Bancada Ativista. Por conta da atual conjuntura, candidatas e candidatos que estão alinhados aos nossos princípios e práticas e fazem parte da rede de ativismo com a qual temos contato acabaram se concentrando nesses dois partidos.

    Como é feita a tomada de decisões nas atividades da Bancada Ativista?

    As decisões são tomadas coletivamente e por consenso pelas pessoas que compõem o movimento cívico responsável pela Bancada Ativista. Candidatas e candidatos não têm poder de voto ou veto nos processos decisórios, apesar de participarem regularmente de diálogos e atividades.

    Por que o foco no legislativo?

    Nós queremos ver uma renovação na forma como a política é feita. Nesse sentido, o legislativo serve à maioria como porta de entrada para a política institucional, pois as barreiras são menores. Outro fator é que ao trabalhar mandatos no legislativo, podemos apoiar múltiplas candidaturas, e aumentar a diversidade e representação que queremos ver na política institucional. Além disso, enquanto identificamos um número significativo de iniciativas positivas visando influenciar o processo eleitoral para o poder executivo, poucos olham com atenção para o legislativo.

    Como nos posicionamos em relação à prefeitura?

    A Bancada Ativista tem foco no poder legislativo, e não irá fazer campanha coletiva para nenhum candidate à prefeitura. Contudo, reconhecemos que a disputa à prefeitura também é essencial para a transformação da cidade. Sendo assim: i) entendemos que cada candidate e integrante da Bancada Ativista tem liberdade de apoiar o candidate à prefeitura que quiser, inclusive participando ativamente de sua campanha; ii) entendemos que os eventos públicos da Bancada Ativista são abertos para qualquer um, inclusive candidatas e candidatos; iii) e claro, temos um posicionamento político definido, explicitado nos princípios e práticas apresentados acima.

    Quero fazer algo parecido na minha cidade! Como agir?​

    Iniciativas semelhantes à Bancada Ativista já estão aparecendo em outras cidades, e é ótimo ver isso acontecendo. Entre em contato conosco e podemos dar uma força!

  • MEDIUM

    Reflexões de pessoas que compõem o movimento cívico criador da Bancada Ativista

  • REDES SOCIAIS

  • CONTATO

    facebook

    email

    twitter

    instagram